sexta-feira, 30 de abril de 2010

Estive pensando...



Porque passamos certas coisas em nossas vidas...

Resumindo: pra que tanta discriminação por você resolver ser quem ou o que é? Por ser você? Sem interferência...sem ordens...sem intervenções...!

Bom...

A ciência diz que nossa vida se resume em nascer, crescer e morrer. A religião diz que se resume em fé, jejum e oração. Ai você pensa...e o viver? Aonde fica? E o pior...a vida, para eles, ainda, como se não bastasse, se resume a padrões e moda...ou seja, se você não for COMO eles querem, jamais poderá ser O QUE eles querem...aí é simples: você não presta...não tem serventia... é, simplesmente, é discriminado por ser você...só...sem ninguém.

E você acredita realmente que pra poder SER alguém, necessita de padrões? Precisamos todos ser pré-determinados a desenvolver-nos de um jeito, fazendo aquilo o que as outras pessoas querem, para poder ser nós mesmos?

Nãoooo! Para com isso! O mundo é muito grande para todos sermos um só! Sim...à um só! E por quê?

Porque, a partir do momento em que você se baseia em padrões pra viver, você se baseia em alguém (que o criou) e passa a ser uma cópia quase perfeita dele. Para! Não é assim que a vida funciona!

Já imaginou que chato se todos nós fossemos iguais? Se cada um fosse uma cópia perfeita do outro? Que graça a vida teria? Do que iríamos rir numa roda de amigos? Que idéias teriam para ser trocadas no mundo todo? Que interesse teria você pelo próximo se ele fosse completamente igual a ti?

Desperta!

O mundo é muito grande pra se resumir a uma coisa só! Nós somos muitos para sermos iguais...! Deixa a antecipação de lado...corra um pouco pra ser você! Pare de achar que só porque esse ou aquele é bonito ou tem fama, você precisa ser igual! Não queira ser igual a esse ou aquele só porque você acha que ele tem o corpo perfeito, o par perfeito, o emprego perfeito...

Não!

Nós não viemos ao mundo para ser cópia perfeita de ninguém! E ninguém é perfeito!

Nossa mente é quem nos guia. É ela quem nos dita regras e nos impõe padrões e dogmas...

Se você acreditar que pode... sim! Aí sim Você pode! Aí sim você será o “perfeito”...

Ninguém precisa ser análogo de ninguém para conseguir aquilo que almeja...

A sociedade NÃO está condenada... E se ela estiver? Se você acreditar que está... Simples: você NÃO está!

Ninguém pode ser julgado por idéias... por fazer aquilo o que é certo para si!

A sua mente é a SUA MENTE. É ela quem te dita as regras...E ela é SUA...ninguém conduz ou tem acesso....só você!

Não acredite que precisa ser cópia alguém para conseguir ser você, até porque, aqueles que são “os melhores” não fizeram isso e SÃO. Sem dúvidas...

Ser diferente é ser igual...igual à Você...e isso é o que importa! =}

Pense nisso...


---------------------------------------------------------

Este texto tá um lixo, mas foi só uma forma de desabafo...

---------------------------------------------------------

quinta-feira, 29 de abril de 2010

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Simplesmente porque eu amo!


Running Blind

Reaching for you,
I know you're out there somewhere.
It's too dark, I'm so cold,
I know I had to come here.

Every broken dream,
That I leave behind,
Keeps me going on,
Keeps me running blind.

Calling your name, I hear only echoes,
Searching the rain I see only shadows,
You've got to show me your face.
Voices, I hear them calling behind me,
Phantoms of you are burning inside me,
You've got to give me a sign.

Fading, slowly.
You're drifting into darkness.
I can't see, I can't think,
I need to keep on searching.

Every memory,
Every thought of you,
Is inside of me,
Tells me what to do.

Calling your name, I hear only echoes,
Searching the rain I see only shadows,
You've got to show me your face.
Voices, I hear them calling behind me,
Phantoms of you are burning inside me,
You've got to give me a sign.

Can you hear me?
Am I only wasting time?
Are you near me?
Are you only in my mind?
Are you? Are you?

Calling your name, I hear only echoes,
Searching the rain I see only shadows,
You've got to show me your face.
Voices, I hear them calling behind me,
Phantoms of you are burning inside me,
You've got to give me a sign.


E quem foi que disse que pra estar junto precisa estar perto?


Sabe...estive pensando sobre a distância hoje...

A distância, em seu sentido geral, se refere à separação... mas se formos parar pra pensar, será que é só isso o que a define?

Ou melhor...o que poderíamos entender por separação? Distância? Seria o afastamento de dois corpos ou coisas, apenas, e basta! [?!]

Não! Não no meu ponto de vista...

Analisando coisas e pessoas, mais pessoas do que coisas...e é a isso que vou resumir meu pensamento...pude ver como existe distância!

Pessoas que se distanciam convivendo dia-a-dia...

Amigos que se distanciam com palavras...gestos...

Família que se distanciam por ofensas...

Irmãos que se distanciam por bobagens...

Pessoas que se “aconchegam” à tolices e esquecem que isso sim gera separação...

Casais que ficam distantes morando junto...dormindo na mesma cama!

E onde está a proximidade nestes casos?

Será que o simples fato de você morar junto, viver junto, conviver e estar dia-a-dia, lado a lado com uma pessoa ou uma coisa, que seja, traduz-se proximidade? Não seria muito mais distante a proximidade sem se sentir próximo? Sim...pois proximidade também se refere à ameaça...e isso sim suscita distância...separação...

Ai sim digo, ou melhor, afirmo!

A distância não precisa ser resumida em separação e afastamento...de corpos...de coisas...de pessoas...

A separação é causada pelo sentimento. Assim como a proximidade...

Muito mais ficamos perto quando estamos longe, mas “sentimos”...ou pior, muito mais ficamos longe, quando estamos perto, e o sentimento falece...

O sentimento é que define se você está perto de alguém...de algo...ou não...

É ele que arranja ou elimina barreiras...É ele que nos bota asas...nos dá coragem...sonhos...ou, simplesmente, ele é que tira tudo isso da gente... É ele quem mostra a distância ou a união! É ele que nos mostra se você tem motivos, mesmo estando ao lado, para sentir saudades de alguém...de alguma coisa... É ele quem cria e destrói...como num passe de mágica! Você pensa...e isso acontece...simples, não é?

Saudades?

Talvez de um amigo...um amor...uma pessoa...um parente....sei lá...algo que , mesmo estando perto, você sente longe...algo que você possa dizer que te causa saudade....que foi separado...que está distante...e que você sente saudade do que era...do que foi...não do que é!

A distância se resume a sentir, assim como a união...ninguém precisa estar do lado para estar ao lado...é só uma questão de encontro de almas...de coração....de pensamento... basta sentir...!

Aí te pergunto: "E quem foi que disse que pra estar junto precisa estar perto?"

Eu não conheço! E sequer acredito nisso... =}

Eu sinto...sonho...penso...e basta! Isso basta....isso me move! Pra perto daquilo que eu amo e quero perto...e é simples assim! ^_^

"A distância é o lugar mais próximo...e de maior proximidade!"

"Junto de você sei que tudo é possível,
Mesmo que esteja provável que não vá da certo,
Pode dar!
Meus sonhos agora, são nossos sonhos,
Uma vida juntos como ninguém imaginava,
E a cada dia, atravessamos mais e mais barreiras,
Juntos podemos provar, para o mundo,
Que mesmo longe, estamos construindo um futuro,
O nosso futuro,
Com você eu sei me sinto forte,
Me sinto corajosa, e muito mais confiante,
Sei que posso voar para o seu lado, a todo instante..."


domingo, 25 de abril de 2010

Fria?


Defino de outra forma...
Ou não!

Talvez seja frieza mesmo.

Talvez eu prefira sentir o frio do meu próprio corpo e da minha alma, a ter que testar temperaturas inconstantes de gente que não sabe o que quer..!

sábado, 24 de abril de 2010

Não deixe o amor passar...



Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso,
se o beijo for apaixonante,
e os olhos se encherem d’água neste momento,
perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa,
se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração,
agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais...


quarta-feira, 21 de abril de 2010

NÃO PENSE DUAS VEZES...HOJE É TEMPO DE SER FELIZ!


Estou postando esse texto enoooooormeeeee simplesmente porque estou feliz por tudo o que vem me acontecendo...minha vida é meio dura sim, mas...todos nós passamos por "durezas"...cabe a nós apenas decidirmos se isso faz a vida parar ou serve de degrau pra que vc suba ainda mais alto... Eu tento não parar....sério mesmo! Eu tento não parar nunca...! E hoje? Bom...hoje estou feliz por algumas coisas que me aconteceram...Isso é o que me ispirou nesse momento! =} ...e o mais importante? É que minha vida, por mais fases ruins que tenha, neste momento está nas minhas mãos...e nas de Deus! Pois só ele pode me dizer o que pode ser feito e eu escolho o que ele me permite! Estou feliz! Feliz com os amigos que venho fazendo, com os ciclos que se fecham, com as pessoas que me rodeiam, com as "dores" que tenho, com os tratamentos que faço...até com o "xingo" da minha médica estou feliz...! E se estou louca? Não sei...afinal...o que importa? Se a vida é feita de momentos...e no momento estou feliz...a loucura é nada aos pés da minha felicidade...ser louco é normal! Ser normal é que é algo louco....pelo menos pra mim!


A felicidade é um susto.
Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas.
Chega sem chegar, insinua mais que propõe...
Felicidade é animal arisco. Tem que ser adimirada à distância porque não aceita a jaula que preparamos para ela. Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante é uma sublime forma de possuí-la.
Felicidade é chuva que cai na madrugada, quando dormimos.
O que vemos é a terra agradecida, pronta para fecundar o que nela está sepultado, aguardando a hora da ressurreição.
Felicidade é coisa que não tem nome.
É silêncio que perpassa os dias tornando-os mais belos e falantes.
Felicidade é carinho de mãe em situação de desespero.
É olhar de amigo em horas de abandono.
É fala calmante em instantes de desconsolo.
Felicidade é palavra pouca que diz muito.
É frase dita na hora certa e que vale por livros inteiros.
Eu busco a frase de cada dia, o poema que me espera na esquina, o recado de Deus escrito na minha geladeira...
Eu vivo assim...
Sem doma, sem dona, sem porteiras, porque a felicidade é meu destino de honra, meu brasão e minha bandeira.
Eu quero a felicidade de toda hora.
Não quero o rancor, não quero o alarde dos artifícios das palavras comuns, nem tampouco o amor que deseja aprisionar meu sonho em suas gaiolas tão mesquinhas.
O que quero é o olhar de Jesus refletido no olhar de quem amo. Isso sim é felicidade sem medidas. O café quente na tarde fria, a conversa tão cheia de humor, o choro vez em quando.
Felicidades pequenas... O olhar da criança que me acompanha do colo da mãe, e que depois, à distância ,sorri segura, porque sabe que eu não a levarei de seu lugar preferido.
A felicidade é coisa sem jeito, mas com ela eu me ajeito. Não forço para que seja como quero, apenas acolho sua chegada, quando menos espero.
E então sorrio, como quem sabe,que quando ela chega, o melhor é não dispersar as forças... E aí sou feliz por inteiro na pequena parte que me cabe.
O que hoje você tem diante dos olhos?
Merece um sorriso?
Não pense duas vezes...


Não tenha medo de se olhar no espelho. É nessa cara safada que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo.

Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.

Não coloque um ponto final nas suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida.

Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito...

A vida ainda não terminou. E já dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem..."

Vai em frente. Sorriso no rosto e firmeza nas decisões.

Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma.

Isso prova que Ele ainda acredita em você. E se Ele ainda acredita, quem sou eu pra duvidar... (?)

terça-feira, 20 de abril de 2010

Podem falar...!

"Me criticam por ser diferente,
mas rio deles por serem todos iguais,
e loucos como eu vivem pouco,
mas vivem como querem,
pois não me importa se não houver o amanhã,
me deram uma vida e não a eternidade..."

Opostos...




Me peguei pensando a respeito da amizade e do amor, ou, em seus termos mais amplos, da loucura. Ambos fazem parte do meu cotidiano, me deixando cada vez mais confusa a respeito do que eu realmente sinto. Estaria eu me desfazendo em loucuras? Não! Apenas penso no que me fazes confusa... Apenas tento buscar de onde vem isso... Apenas quero descobrir o que me fazes assim: querendo-te a cada dia mais e perdendo a cada minuto a inclinação ao ódio... só sei que sinto! E o que? Não sei! Eu sinto, penso, vivo... e é isso o que importa!

Sinto duas coisas distintas, que me levam ao mesmo caminho... ambas vão me conduzindo a um lugar só... e, talvez, talvez não, é..! É isso o que me trouxe aqui... para transcender uma parte do que eu sinto...

Descobri que a diferença entre amor e amizade é, justamente, seus opostos.

O amor é frágil, nos faz flutuar, ficar cegos, ver coisas aonde não há! A amizade, fazendo seu oposto, é firme... potente..., nos faz “voltar à Terra”, e ainda nos dá óculos ou lentes quando é preciso.

O amor se rodeia de carinho, de ternura... te faz frágil a ponto de se abalar por sutilezas... A amizade é tolerante. Vem cercada e baseada num mix de sentimentos que ninguém explica esse modo de amar...

Na amizade troca-se palavras... No amor os gestos...

Na amizade nada pesa... No amor pesa-se tudo...

Na amizade há brilho labial... No amor, o que brilha é a alma...

Na amizade o outro é reflexo... No amor, os olhos refletem seu brilho...

Na amizade há dureza... No amor, tudo é sutil...

A amizade toca por letras... O amor por comoção!

A amizade é sã... O amor embriaga!

A amizade te abre os olhos... O amor, fecha!

A amizade te dá forças... O amor, indiferença!

A amizade te dá certeza... O amor, dúvidas!

A amizade pode acabar com mentiras... O amor com verdades!

A amizade te mostra... O amor te oculta!

A amizade te empurra... O amor te joga!

A amizade faz milagres... O amor, loucuras!

E é isso o que sou: uma louca consciente, movida há duas forças distintas que me levam a um lugar só: ao amor amigo! À amizade em juízo... Ao louco amor... Enfim, a Você!

Aprendi que...[²]

Eu aprendi...
...que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;

Eu aprendi...
...que ser gentil é mais importante do que estar certo;

Eu aprendi...
...que nunca se deve negar um presente a uma criança;

Eu aprendi...
...que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;

Eu aprendi...
...que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto;

Eu aprendi...
...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;

Eu aprendi...
...que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto;

Eu aprendi...
...que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;

Eu aprendi...
...que dinheiro não compra "classe";

Eu aprendi...
...que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;

Eu aprendi...
...que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;

Eu aprendi...
...que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?

Eu aprendi...
...que ignorar os fatos não os altera;

Eu aprendi...
...que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;

Eu aprendi...
...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;

Eu aprendi...
...que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;

Eu aprendi...
...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;

Eu aprendi...
...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;

Eu aprendi...
...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;

Eu aprendi...
...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.

Eu aprendi...
...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;

Eu aprendi...
...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;

Eu aprendi...
...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;

Eu aprendi...
...que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;

Eu aprendi...
...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a;

Eu aprendi...
...que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;

Eu aprendi...
...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.


---------------------------------------------

"De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou".

[William Shakespeare]

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Aprendi que...



Depois de algum tempo você aprende a diferença,
A sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
E que companhia nem sempre significa segurança.
E começa a aprender que beijos não são contratos,
E presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
E olhos adiante, com a graça de um adulto,
E não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
Porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
E o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo, você aprende que
O sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe,
Algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
Ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança
E apenas segundos para destruí-la,
E que você pode fazer coisas em um instante,
Das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades
Continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida,
Mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos,
Se compreendemos que os amigos mudam.
Percebe que seu melhor amigo e você
Podem fazer qualquer coisa, ou nada,
E terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida,
São tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos
Deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas,
Pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós,
Mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
Mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser,
E que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo,
Mas se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão,
E que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade,
Pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,
Sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera
que o chute, quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver
Com os tipos de experiência que se teve,
E o que você aprendeu com elas,
Do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens,
Poucas coisas são tão humilhantes
E seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva, tem o direito de estar com raiva,
Mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame,
Não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode,
Pois existem pessoas que nos amam,
Mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
Algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga,
Você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido,
O mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma,
Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar...
Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe,
Depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem
Perder o bem que poderíamos conquistar,
Se não fosse o medo de tentar.

[William Shakespeare]

sábado, 17 de abril de 2010

Ai...a lua....

"Sou como a lua...
Transpareço o meu romantismo...!
Quando minguo, me recolho...
Quando cresço, me inspiro...
Quando nova, recomeço...
Quando cheia, ilumino..!"


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Angustiada...


Vim falar sobre a saudade...

Saudade, em sentido amplo, resume-se à nostalgia, agonia, dor...e é isso tudo o que sentimos quando nos deparamos à lembranças...à falta...

Saudade causa dor! Muita dor! É uma dor estranha...não é dor física...é dor psicológica...estranho não é? Dói de você pensar...Pensar em alguém...em algo...em um tempo, um momento, uma fase...ou em qualquer coisa que esteja sentindo falta...em qualquer coisa que lhe deixe um vazio...grande...!

Quando há saudade, há buraco!

Há um buraco na alma...uma sensação de que nada que tente poderá preencher tal espaço...aí a gente só quer aquilo! É como um quebra-cabeça, que só falta uma peça para estar completo...e outra não encaixa, por mais que você tente de todas as formas...até encaixa um pouco, forçando, mas logo você tira porque percebe que não era aquela peça que estava faltando...então você sai numa busca inabalável dessa peça! E a encontra! Aí sim o quebra-cabeça está completo...

Mas e quando não encontra? E quando o que você busca causa dor a ponto de deixar incompleto? E você tenta buscá-lo por todas as partes? É assim que a saudade nos deixa...

Nos deixa desesperados...buscando coisas que nos façam ocultar um vazio...aí você acha uma peçinha qualquer e tenta...nem que por um tempo...mas oculta! Fazer o que não é? No desespero...forçamos uma peçinha qualquer...e ela quase encaixa...

Mas forçar? Será que forçar adianta? Você força, aí pensa: “com um pouquinho de força deu pra encaixar uma peçinha onde faltava...”. Tolice!

Não é assim que funciona...nem é a força que preenche buracos...! ...e não é de força física que falo...é força mental! Sim...aquele pensamento do “vai que dá” destrói a gente... Você não só não esquece o que procurava, mas ao contrário...pensa muito mais em encontrá-lo, porque machuca! A saudade machuca! E a “peçinha forçada” incomoda...e muito!

A saudade nos dá angústia...desmoraliza...o simples fato de querer “aquilo” perto de você e não ter, te deixa em apuros...te faz buscar formas de tapar um buraco que, infelizmente, não se tapa com outra peça. Te faz querer...mais e mais....e cada vez mais...aquilo que você não tem...aquilo que te falta... Ela se resume em fatos e fotos...em frases e fases...em vídeos e pessoas...em dias e noites... Em longas noites...em insônia...em saudade! Sim! Saudade se resume à Saudade, com todas as variações da palavra que se pode ter, mas não do sentimento... E, no final das contas, é por isso que sinto... Saudades... Sentimentos... Busca vã!

É por isso que eu busco toda noite formas de preencher esse buraco em minha alma. Eu sinto saudades...! Eu sinto um vazio...doloroso...angustiante...desesperador...vontade de saber onde está...o que faz...o que pensa...o que busca...o que move...o que gosta...o que falta....o que sente...o outro...

Saudades do tempo que não volta...de certas coisas que passaram...das pessoas que se foram...dos amigos que o tempo afastou...dos amores bandidos, ou não...das coisas que eu tinha, ou daquelas que não tinha também...saudades da vida...das pessoas...dos momentos...dos amigos...

...saudades de você! E...Principalmente de você...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Recomeçar....


Olha...eu sei que é meio estranho ter um blog e ficar "colando" as coisas, mas como amo esse texto e acredito estar em uma fase de mudanças, não podia deixá-lo de fora... Espero que quem não o conhece, goste tbm...!


Não importa onde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...
renovar as esperanças na vida...
e o mais importante?!...
Acreditar em você de novo!

Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado...!

Chorou muito? Foi limpeza da alma...!

Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia...!

Sentiu-se só por diversas vezes? É por que fechaste a porta ate para os anjos...!

Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora...!

Pois ...
Agora é hora de reiniciar...
De pensar na luz...
De encontrar prazer nas coisas simples de novo!

Um novo curso...
Ou aquele velho desejo de aprender a pintar...
Desenhar...
Dominar o computador...
Ou qualquer outra coisa...

Olha quanto desafio...
Quanta coisa nova nesse mundo de meu Deus te esperando!

Ta se sentindo sozinho?
Besteira...
Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"...
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de vocÊ.

Quando nos trancamos na tristeza... Nem nós mesmos nos suportamos...!
Ficamos horríveis...!
O mal humor vai comendo nosso fígado... Até a boca fica amarga!

Recomeçar...
Hoje é um bom dia para começar novos desafios...
Onde você quer chegar?
Ir alto...?!
Sonhe alto...!
Queira o melhor do melhor...!
Queira coisas boas para a vida...!
Pensando assim trazemos pra nós aquilo que desejamos...
Se pensamos pequeno...
Coisas pequenas teremos...!

Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor...
O melhor vai se instalar na nossa vida..!

E é hoje o dia da faxina mental...!
Joga fora tudo que te prende ao passado... Ao mundinho de coisas tristes...
Fotos... Peças de roupa, papel de bala...
Ingressos de cinema, bilhetes de viagens...
E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados...

Jogue tudo fora...!
Mas principalmente....
Esvazie seu coração...!
Fique pronto para a vida...!
Para um novo amor...!
Lembre-se, somos apaixonáveis...!
Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...

Afinal de contas...

Nos somos o "Amor"...!


[Paulo Roberto Gaefke]

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Traduzir-se!


Uma parte de mim é todo mundo,
outra parte é ninguém,
fundo sem fundo.

Uma parte de mim é multidão:
outra parte estranheza e solidão.

Uma parte de mim pesa, pondera,
outra parte delira.

Uma parte de mim almoça e janta,
outra parte se espanta.

Uma parte de mim é permanente,
outra parte se sabe de repente.

Uma parte de mim é só vertigem;
outra parte, linguagem.

Traduzir-se uma parte na outra parte
- que é uma questão de vida ou morte -
será arte?

[Ferreira Goulart]