terça-feira, 19 de outubro de 2010

Pra Sempre...



Ando meio depressiva esses dias e não poderia ser diferente, que me provem o contrário se eu estiver errada, mas até agora não o fizeram.
Já teve a sensação de que sua vida está toda do avesso? A ponto de você nem saber mais se o ponto certo pra que tudo dê certo é fugir, fugir pra bem longe, não...muito longe não adianta. Você se vê num ponto em que acharia melhor fugir da sua própria vida. E que vida? Nem sei mais se me considero em vida. A sensação que tenho é que vim não sei da onde e muito menos o porque. Uma sensação de ter sido jogado pra fora de alguma nave maluca que despejava seus lixos. E foi daí que nasci.
Minha vida foi quase boa, até o ponto em que amadureci para entender algumas coisas.
Na fase em que qualquer criança sonharia em ser criança eu tive que "crescer" obrigada pela vida, e o pior? O pior foi não crescer...
Não sou madura como algumas pessoas me julgam.
Não sou mulher.
Sou uma criança em prantos que necessita a todo momento nem ela sabe do que. Aquela atenção necessária para que não faça nada errado achando que fez certo, aquela coisa que faz falta que muitas vezes nem a mãe sabe dar. Atenção!
Atenção soa repreensão. Será que é isso o que preciso? Nem ao mesmo eu sei. Se eu soubesse... Ah, como eu queria...
Como eu queria ter um escape dessa vida sem medo do que pudesse acontecer.
Sem acreditar em nada. Sem temer que qualquer coisa me forçasse a pagar caro pelas minhas atitudes. Sem temer consequências... sem temer nada...ninguém.
Minha vida anda revirada. Eu só queria saber do que se trata tanta reviravolta. Parace que cheguei numa fase em que está tudo errado comigo.
Tenho, em um intervalo enoooorme, um momento bom, mas que vêm seguidos de milhares de ruins.
Trabalho, saúde, emocional...não vejo como conciliar tudo isso de forma aceitável.
Não sei mais como se concentra em um trabalho. Ando fazendo tudo errado e sem motivo. Não consigo mais prestar atenção em nada do que eu faço. Afinal... o que eu faço? Nem sei..nunca faço nada direito...sempre as coisas se ajeitam por elas mesmas...e eu? O que faço?
Saúde? O que significam essas 5 letras? Ok..ok...tem muita gente dez mil vezes pior que eu...eu aceito. Mas e ai? Acho que em outros pontos são felizes. Não é só saúde, mecanismo interior, aparência, físico, que pesa neste caso.
E emocional?
Nunca tive uma família perfeita embora ame a todos e não saiba demonstrar nada do que eu sinta, pra ninguém...família, amigos, amantes...nada. E agora mais essa...tenho a preocupação de que eu veja minha vida horrível como ela é se repetindo denovo e denovo pela minha irmã mais nova. Não meu Deus! Paraa! Eu sei o que eu passo e sei também que o que eu tenho não desejaria ao meu pior inimigo, nem que ele me implorasse. Não! Minha irmã não. Ela é pequena ainda, como eu era, e cogitar a idéia de que ela possa passar pelo que eu passo a 17 anos e passarei pior mais pra frente me mata. Abala muitoo!
Ainda assim, sinto pessoas que eu amo muito, que trocaria minha vida por elas sem motivo, agindo sem motivo para me ver longe. Ou será que teriam bns? E de que experiência isso me serve? A experiência de que amo demais , me doou demais e não sirvo pra absolutamente nada além? A experiência de que eu sempre sou a idiota da história que faz tudo por quem amo e ainda sirvo de apoio? A experiência de que o fato de eu não ter crescido me fez de base pra outros? A experiência de que eu me achar o ser mais estranho da face da terra tem fundamento? A experiência de que inveja é minha sombra mesmo eu sendo a sombra em questão? A experiência de que amar com renúncia foi só pra quem criou o mundo e que nenhum ser mortal possa se sentir bem em fazer o mesmo por quem valha a pena para si? A experiência de que amor não existe e as pessoas só amam o que é belo? A experiência de que a vida tem padrões de moda e que você precisa estar fialmente dentro deles para algo ou alguém que você ame muito, ame você recípocramente?

Amar...amar? Que merda toda é essa? Será que só o amor que gera problemas? Pelo amor a gente perde a cabeça...não se concentra mais...a saúde abala... e tudo o que vc faz sem pedir nada em troca parece que gera um esforço 3 zilhões de vezes maior... pq aí vc faz e quer fazer bem feito...gera cansaço!

Achava que a vida teria obstáculos, que seriam muitos...mas nunca quis acreditar que a minha seria composta só disso. E é...! Infelizmente...

Aí me digam...
Se é preciso viver pra depois morrer, onde entra a "vida" nesses casos? Onde entra a vida na minha vida? Onde está aquela sensação de que nada aqui é por acaso? De que nada se passa inutilmente? Não é medo, não é fracasso, nãe é a dúvida...é apenas a certeza de que você está nela sem motivos que convençam.

Ah...quer saber?
Deixa pra lá...
Meu dia foi péssimo...
Minha vida anda inútil...
Nada parece alegrar mais como alegrava...
Eu sou pessimista demais, com razão...
E..
Isso é pra desestressar...
Então...
Não adiantou muito.

Espero melhorar ainda...
ou quem sabe não mais!

Há momentos em que fugir pode ser bom...deixar-se guiar por outros ventos...outras vidas...outros mundos... quem sabe nascendo de novo as coisas não deêm certo não é?

Quem sabe?

Quem sabe...

E que minha loucura seja perdoada...meus pensamentos também, pois posso pagar caro um dia por tudo que escrevi aqui...mas agora, nesse momento, é só isso o que penso...sumir! Pra sempre...sempre...

Nenhum comentário:

Postar um comentário