sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012 !

oração de ano novo para o reveillon
Senhor Deus,
dono do tempo e da eternidade,
teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.
Ao acabar mais um ano, quero te dizer obrigado por tudo aquilo que recebi de ti.Obrigado pela vida e pelo amor, pelas flores, pelo ar e pelo sol, pela alegria e pela dor, pelo que é possível e pelo que não foi. 
Ofereço-te tudo o que fiz neste ano, o trabalho que pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas mãos e o que com elas pude construir. Apresento-te as pessoas que ao longo destes meses amei, as amizades novas e os antigos amores, os que estão perto de mim e os que estão mais longe, os que me deram sua mão e aqueles que pude ajudar, os com quem compartilhei a vida, o trabalho, a dor e a alegria.
Mas também, Senhor, hoje quero te pedir perdão...
Perdão pelo tempo perdido,
pelo dinheiro mal gasto,
pela palavra inútil e o amor desperdiçado.
Perdão pelas obras vazias e pelo trabalho mal feito,
perdão por viver sem entusiasmo.
Também pela oração que aos poucos fui adiando
e que agora venho apresentar-te,
por todos meus olvidos, descuidos e silêncios,
novamente te peço perdão.
Nos próximos dias começaremos um novo ano.

Paro a minha vida diante do novo calendário que ainda não se iniciou e te apresento estes dias, que somente tu sabes se chegarei a vivê-los.
Hoje,
Te peço para mim, meus parentes e amigos,
a paz e a alegria, a fortaleza e a prudência,
a lucidez e a sabedoria.
Quero viver cada dia com otimismo e bondade,
levando a toda parte um coração cheio de compreensão e paz.
Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios a palavras mentirosas, egoístas ou que magoem. Abre, sim, meu ser a tudo o que é bom.
Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos para que as derrame por onde eu passar.
Senhor, a meus amigos que lêem esta mensagem, enche-os de sabedoria, paz e amor. E que nossa amizade dure para sempre em nossos corações.
Enche-me, também, de bondade e alegria, para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho possam descobrir em mim um pouquinho de ti.
Dá-nos um ano feliz, e ensina-nos a repartir felicidade. E que a felicidade esteja presente em todos os caminhos que seguirmos ao seu lado neste novo tempo que se inicia.
Amém.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

10 anos...!

Bom! Como eu adoro as músicas da Cássia Eller e a maioria das coisas relacionadas à ela, hoje, completando 1 década de sua morte, eu não poderia deixar de postar, pelo menos, uma de suas músicas. A escolhida, que mais me "arrepiou" hoje, ligada na MTV 24hs, curtindo a maratona, foi "Luz dos Olhos"...independente de ser de composição do Nando Reis ou não, na voz da Cássia me dá coisas...rs... enjoy! *---*








quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

50 receitas...

Eu respiro tentando encher os pulmões de vida
Mas ainda é dificil deixar qualquer luz entrar...
Ainda sinto por dentro toda dôr dessa ferida,
Mas o pior é pensar que isso um dia vai cicatrizar...
Eu queria manter cada corte em carne viva!
A minha dor em eterna exposição,
E sair nos jornais e na televisão
Só prá te enlouquecer!
Até você me pedir perdão...
Eu já ouvi 50 receitas pra te esquecer
Que só me lembram que nada vai resolver
Porque tudo! Tudo me traz você...
E eu já não tenho pra onde correr...
O que me dá raiva não é que você fez de errado,
Nem seus muitos defeitos, nem você ter me deixado...
Nem seu jeito fútil de falar da vida alheia...
Nem o que eu não vivi aprisionada em sua teia...
O que me dá raiva são as flores e os dias de sol,
são os seus beijos e o que eu tinha sonhado prá nós...
São seus olhos e mãos e seu abraço protetor...
É o que vai me faltar e o que fazer do meu amor?...
Eu já ouvi 50 receitas pra te esquecer
Que só me lembram que nada vai resolver
Porque tudo! Tudo me traz você...
E eu já não tenho pra onde correr...

sábado, 17 de dezembro de 2011

Não mais...!


Não me faz tanto bem como te faz, sei como faz...
Te ensinar como se paga para ver!
Sei que somos dois, mas como te falei:
preferia ser um só... mas nunca só!
Sei, sei, sei, me esforcei e no fim... 
foi bem mais do que mereceu!
Vem, vem, vem, sei que espera por mim,
Só não garanto que venho...!
Não me faz tanto bem como te faz, 
Não me faz...
Não mais falou... (Não mais não)
sobre o amor, (Não mais não)
E ainda falei para você: 
Vai se arrepender!

Eu juro que passei tantas noites em claro,
Pensando sem saber por que eu era o errado,
Uo o o...
E eu sei que eu não sou!
Três anos depois, aquilo que contei,
(Não poderia ser melhor, você está só!)
Aquilo tudo que falei,
De certo que eu não errei,
Aquilo tudo que falei, de certo que eu não errei,
Não garanto que venho...!
Não me faz tanto bem como te faz,
Não me faz...
Não mais falou... (Não mais não)
sobre o amor, (Não mais não)
E ainda falei para você: 
Vai se arrepender!

Eu juro que passei tantas noites em claro,
Pensando sem saber por que eu era o errado,
Uo o o...

E e eu sei que eu não sou!
Não me faz tanto bem como te faz, sei como faz!
E ainda falei para você: Vai se arrepender!
Vai se arrepender!
Não mais não, não mais não,
Não me faz tanto bem como te faz, sei como faz...!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Projota - Acabou!

Depoimento de um garoto...


Certo, eu nunca fui um cara perfeito, e pelo meu ponto de vista eu cometi bastante erros. E toda vez que eu perguntava: Amor, você está bem? Ela me respondia: sim amor, estou. Mas eu não entendia o por que ela sempre abaixava a cabeça para responder isso. Quando saíamos, ela vivia olhando pro nada, distraída e muito pensativa. E quando estava perto de mim, olhava no mais profundo dos meus olhos. Nenhuma garota sentiu por mim, o que ela sentiu. Ela me enchergava com outros olhos, ela sempre queria cuidar de mim. E eu a achava quase insuportável pelos seus ciúmes chatos, e quando ela pegava no meu pé então. E o nome disso era Cuidado! O tempo foi passando, e era como se ela estivesse cada vez mais distante. E foi aí que eu comecei a me ligar nela, claro, foi aí que eu fui percebendo que isso chegava a doer em mim. As coisas começaram a mudar de um jeito tão rapido, e impossivel de parar. E eu me perguntava o que tinha havido com ela, o motivo da estranhesa dela dos ultimos meses … E eu simplesmente não conseguia enxergar. Aos poucos ela foi deixando de me procurar, me desesperei … fiquei louco cara. Então meus dias foram dedicados a uma única coisa, faze-la feliz. E em um dia como os outros, eu liguei o computador e ela não estava online, achei estranho por que no final da tarde ela sempre estava ali me esperando entrar. Procurei seu orkut, e simplesmente não estava mais lá. Tinha sumido, de algum modo tinha sumido. E eu tentei ligar pra ela, chamava chamava e ela não atendia (…) E me deu tristeza, me deu raiva, revoltada. Somente por ela ter sumido assim, por não me procurar, por não me avisar. Deixei meu orgulho falar mais alto e resolvi que não iria correr atras dela. E todo dia eu me sentia como se tivesse morrido uma parte de mim. Eu ia todos os dias aos lugares que costumavamos ir juntos, e ela não saia da minha cabeça. E o que mais doia em mim, era ver que ela não estava lá, segurando a minha mão, com aquela alegria de quem conhece um amor, sussurrando no meu ouvido o quanto me ama. Eu nunca mais a vi, e eu perguntei pra sua amiga: Ela está bem? e sua amiga respondeu: Você a conhece, eu acho. Eu passei a pensar em como eu deixava ela sozinha, que eu podia ter ligado mais, ter reclamado menos e ter exigido menos dela. Porque hoje, pouco, nem que fosse um pouquinho só dela aqui, me faria o cara mais feliz desse mundo. E no nosso mural em meu quarto eu escrevi: Se me amava, por que partiu? Tantas noites de insônia, tanta solidão. E eu lembro como se fosse ontem, ela em meus braços me pedindo pra eu aperta-la com força. Minha vida virou em torno disso, e tive que me acostumar. Seguir em frente, é o que fazemos mesmo quando não temos forças. Ninguém sabe o quanto isso doía em mim. Em uma noite escura, fui à praia, onde ela mais gostava de ficar, e lembrei o quanto aquela garota importava pra mim. Quando cheguei em casa, minha mãe me olhou e abaixou a cabeça. Entrei em meu quarto e lá estava escrito no meu mural, abaixo da pergunta que eu fiz: Eu também precisava saber que você me amava. Pensei que você lutaria por mim. Cara, como eu pude ser tão idiota? Por que eu não fui atrás dela. Isso foi o pior! Até que um amigo me mandou um link que tinha o nome dela. Cliquei ancioso, e era o seu tumblr. Eu sempre soube que ela tinha um, mas eu nunca me importei em ler. E quando eu comecei a ler pagina por pagina, lagrimas correram em meu rosto. Se eu ao menos tivesse prestado atenção em cada detalhe antes, eu não teria feito ela se sentir tão mal. Se ao menos eu tivesse lido como ela se sentia … Cada declaração, cada texto que ela dedicava a mim, e tudo o que ela tinha escrevido ali hoje fazia algum sentido, e eu passei a entender. E nada que eu pudesse fazer, iria fazer as coisas melhorarem. E hoje eu vi, eu a perdi.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Você vai lembrar de mim!



Quanto eu te vejo
Espero o teu beijo

Não sinto vergonha

Apenas desejo

Minha boca encosta

Em tua boca que treme

Meus olhos eu fecho

Mas os teus estão abertos


Tudo bem se não deu certo
Eu achei que nós chegamos tão perto

Mas agora com certeza eu enxergo
Que no fim eu amei por nós dois


Mas você lembra

Você vai lembrar de mim

Que o nosso amor valeu a pena

Lembra!
É o nosso final feliz

Você vai lembrar de mim!!!


Esse foi um beijo de despedida
Que se dá uma vez só na vida

Que explica tudo sem brigas

Que clareia o mais escuro dos dias.


Tudo bem se não deu certo...


(Esse POST foi do dia 25/03/11, mas resolvi repostá-lo aqui porque gosto da música!) =)

sábado, 10 de dezembro de 2011

Ah, quer saber? EU TE AMOOO! ¬¬"



Sim, é amor.
Mas não vou falar do amor dos poetas, do amor dos noivos ou do amor dos loucos...
Mas sim, pode ser considerado por muitos o amor dos loucos também.
Não, não vou rimar.

É forte, é cativante!
Suficientemente grande para estar em todo lugar,
e suficientemente pequeno para ficar dentro de mim.

Também é assustador!
O maior medo da minha vida, preencheu meu coração
O medo de amar,
o medo de perder tudo que eu tinha,
tudo que eu já amava.

Porém, é paz.

Paz porque após o medo vêm a alegria,
alegria de sentir o que você jamais sentiu,
o que você pensou jamais sonhar novamente,
se tornou pouco
diante daquilo que se tornou realidade.

É esperançoso!
Um amor que te faz esquecer tudo,
e pensar apenas que qualquer problema,
mesmo inquestionável,
ainda é pouco para o amor que você sente.

É um amor forte suficiente para te fazer dar um reset;
Algo tão grande que me faz abandonar tudo,
Tudo que já conquistei,
Tudo que já gostei,
Tudo que já fiz e que faço,
apenas para seguir este amor.

Ele me faz abandonar meus gostos,
meus desejos,
Minhas vontades,
Minha independência.
Ele me faz abandonar quem amo...

Mas lembre-se, é esperançoso!

Ele me dá conquistas inimagináveis;
Aquilo que faço com ele é aquilo que gosto, e eu amo dizer isso a todos!
É um amor infinito, eu posso dividir ele com quem quiser!

Meus desejos agora são seus,
Minhas vontades agora são suas,
Eu dependi sim de você, e me orgulho disso
pois sei que posso até voar com isso.

E...Se ele me faz abandonar quem amo,
é porque ainda não chegou quem é para se amar.

E tudo que eu abandonar será apenas uma miragem perante aquilo que ele me der,
Não visto por mim aqui ou por qualquer um.
E não precisam ver.
Pois esse amor me honra, e aquilo que ele me dá
NINGUÉM me tira.

Continuo sem rimar,
e muitos ainda dizem ser o amor dos loucos.
Mas esse amor não precisa ter sentido humano,
Pois são as coisas loucas deste mundo que confundem os sábios, lembra?
Apenas uma coisa eu te digo,
Experimente apenas uma vez deste amor,
E você nunca mais irá querer abandoná-lo.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Coisas sobre amar...

Se eu demorar, me espera,
se eu te enrolar, me empurra
se eu me entregar, aceita,
se eu recusar, me surra
se eu sussurrar, escuta,
se eu balançar, segura
se eu gaguejar, me entende,
se eu duvidar, me jura
se eu for só teu, me tenha,
se eu num for, me larga
se eu te enganar, descobre,
se eu te trair, me flagra
se eu merecer, me bate,
se eu me mostrar, me veja
se eu te zuar, me odeia,
mas se eu for bom, me beija
se tu ta bem, eu to,
se tu num ta, também…
se eu te amar, me sente,
se eu te tocar, se assanha
se eu te olhar, sorria,
se eu te perder, me ganha
se eu te pedi, me dá,
se for brigar, pra que?
se eu chorar, me anima,
mas se eu sorri é por você! "


(Projota)