terça-feira, 10 de dezembro de 2013

triste...




"E morreu. Da pior forma que alguém poderia ter morrido. Daquela em que ela ainda continua respirando..."


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

trechos da personalidade...


Mas ai cara, ela vai te chamar de idiota, imbecil, palhaço, otario, besta, bobo e tudo mais. Ela vai dizer que te odeia, mandar você se fuder, te dar varios tapas, vai brigar com você quando você deixar de dar atenção a ela por 2 minutos, vai te chamar de nomes estranhos te dar apelidos feios, te contar aquela piada que ninguém ri (Lembre-se de rir, é importante). Mas também ela vai pedir sua companhia nos momentos tristes, vai esperar seu abraço quando nem imagina, um beijo na testa, um carinho na cabeça, que você carregue ela nas costas, por mais pesada que ela seja. Vai querer que você seja forte por ela, quando não puder mais, vai te acordar todas madrugadas só pra saber se você estava sonhando com ela. Então, se ela não te diz eu te amo e faz tudo isso, sim, ela te ama!


(- 4oo) 



terça-feira, 26 de novembro de 2013

..um pouco das minhas neuras...




É, eu queria te dizer: VAI, PODE IR EMBORA, NÃO ME FAZ FALTA NENHUMA. Mas eu não consigo, não sei me despedir de ninguém, não sei dar tchau tão fácil, não aceito PERDER, não admito que as pessoas saiam da minha vida assim, sem explicação, sem um motivo, sem um "porquê"...

Não, eu não quero que você saia da minha vida, na verdade eu não imaginava que você sequer entraria nela. Mas já que entrou, me recuso a aceitar que saia assim, tão rapidamente. Tão sem justificativas. Sou insistente, até demais...

Eu só desisto quando vejo que não tenho mais alternativas, que enfim, eu perdi mesmo!

Mas agora não, eu não perdi ainda. E não vou me permitir perder... 

Quando a gente gosta, quando a gente SE APEGA, a gente também sabe deixar o orgulho de lado e pedir por favor "FIQUE"!

Fique mais um dia, mais uma semana, mais uma vida inteira. Mas fique...!

Não vá, porque eu ainda não consigo te ver indo embora sem sentir, sem me importar, sem que uma bendita lágrima caia. Porque eu sou boba. Eu ainda acredito nas pessoas e no bem que elas trazem para minha vida...

Por vezes pode parecer drama, mas não, é só medo de perder.

Que irônico...Perder o que nunca me pertenceu...

A vida afasta da gente, quem chegou pra iluminar.

Volta, com teu sorriso, com tua alegria. Me mostra que ainda vale a pena acreditar...



“A gente se afasta porque achamos que talvez dê errado, mas a gente sempre volta, porque esse errado, é o nosso certo. A gente volta, porque a gente se pertence.”


.. aprenda, sociedade medíocre ! ..



"Quando me apaixono , me apaixono por um ser humano . Eu não vejo um homem ou uma mulher, uma pele negra ou branca , um adolescente ou um cinquentão , mas uma alma da qual sou o complemento." 

- Angelina Jolie

sábado, 16 de novembro de 2013

...hoje...


Ele existe. Você sabe que seriam bons amigos, bons parceiros, bons inimigos, mas você prefere ser a garota dele. E sabe que serão importantes na história um do outro para sempre, independentemente de tudo que estiver pra acontecer. Porque ele não é só um cara. Você não quer mais só um cara. E ele é tudo que você quer hoje.

- Tati Bernardi.  

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Respira!

Respira fundo, eu tô aqui. Acalma que eu vou ficar, espera as coisas acalmarem, têm um pouquinho mais de paciência, respira fundo e vamos gritar juntas! Não chora assim, vêm aqui que eu te dou colo, planejamos acabar com a raça de cada idiota do mundo, mesmo que só pra passar o tempo. Vamos, sorri pra mim, as coisas não estão assim tão más, temos uma a outra e vai ser sempre assim, lembra? Vai, olha pra frente, levanta a cabeça, têm coisa demais pra fazermos ainda, vamos conhecer as pessoas do mundo, vêm dançar comigo e se precisar a gente bebe alguma coisa, mesmo que seja suco de uva pra fingir que é vinho, ou tequila, pra aquecer o coração. Vêm, pega minha mão e vamos rodar essa festa que é a vida, mas não solta tá? E se soltar, me procura, que eu vou estar te procurando de volta.



Pra ser sincera eu já amei um outro alguém, ou achei que fosse amor, eu quis estar ao lado de outra pessoa, mas as coisas mudam e hoje eu percebo, não deu certo e se tivesse dado eu não estaria aqui agora, falando sobre você, imaginando você, porque por mais que tenha havido alguém, hoje é você e vai continuar sendo amanhã e se um dia isso mudar, foi você que me ensinou a amar, a acreditar de verdade, a não ter medo, confiar e pedir desculpas, foi você que me fez parar e pensar, ir com calma. Dói não ter você aqui e machuca cada vez que te procuro e você não está, mas sinceramente eu não amaria ninguém aqui perto com a mesma força e intensidade que te amo, aí, tão distante. Eu nunca te perguntei sobre seus planos, mas eles vêem em nossas conversas. Você não me pergunta sobre como me vejo no futuro, mas eu me vejo sendo sua! Não importa quanto tempo demore ou quantas pessoas ainda encontremos pelo caminho, você é diferente, nós somos diferentes e um dia eu vou cuidar de você, tirar essa dor que possa existir e vou ser feliz ao seu lado, tudo bem, eu espero...



( Rachel Pekim )






E aí você não sabe o que te deu, porque simplesmente não controla mais seus pensamentos, seus atos, suas palavras, seu tempo livre... até as músicas da sua playlist !  :s  
jura que vai ficar longe, que quer distância, que não quer saber, faz até promessas...
e vai ver está assim... ! ¬¬"

( alguém explica?! .. :s rs )




quarta-feira, 30 de outubro de 2013

...Divagando...



E você
o que é capaz de sacrificar na sua própria vida
pra devolver a paz de quem você quer bem, 
meu bem?




terça-feira, 29 de outubro de 2013

... Sinta Vontade de Ficar ...


_ _ _

Fique à vontade meu bem
Sinta vontade de ficar
Não tenha pressa
Quem sabe aqui é seu lugar
Mas se tiver de ida
Vê se não vai assim sem mim
Deixa a dor pra depois
Vamos nos aventurar nesse nosso tempo
Após prantos sem chorar

Fique à vontade meu bem
Sinta vontade de ficar
Não tenha pressa
Quem sabe aqui é seu lugar
Me mostra tua coragem
Vai leve tudo de mim
Apague os passos da estrada
Tente nem se quer lembrar
Daquele nosso tempo
Qual era tão fácil amar

Diz que quando eu for embora
Sempre vai me procurar
Não que eu não queira
Sempre eu vou te amar

E em cada estação
Em que não puder estar
Levo essa saudade
Enquanto não posso te levar
E no fim desse sufoco
Espero contar com a sorte
Se ela existe,
Que só a morte possa nos separar
...




( Canto dos Malditos na Terra do Nunca )




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Nenhuma relação resiste ao amor de vidas passadas


As pessoas que amam, e realmente amam, não conseguem entender como alguém que amam, e pela qual expressam positivamente este Amor o tempo todo, às preterem em prol de outra pessoa que mal conhecem e que até mesmo lhe traz aparentes sofrimentos. Relacionamentos duradouros, de anos, décadas, com planos estipulados, sonhos em comum, família estruturada, filhos e vida financeira estável em um segundo terminam porque uma terceira pessoa apareceu na vida do casal. Toda aquela segurança, estabilidade e tranquilidade que fazia parecer que tudo duraria para sempre em um segundo cai por terra. Todo o Amor que o casal tinha não teve forças para resistir à entrada da outra pessoa em sua vida e o terreno para o negativo está feito.
A maior força que existe é o Amor. É a maior porque é invencível e irresistível. Nada pode contra e ninguém pode resistir ao Amor. É o último grau da evolução, é onde Deus está, é o que Deus é e não é possível ir contra isto. A força do Amor é incompreendida pela humanidade, assim como todas as outras leis cósmicas, por isso os homens sofrem. O Amor entre duas pessoas, que era para ser algo bom, vem destruindo vidas e causando estragos imensuráveis. Almas estão se corrompendo, vidas sendo desperdiçadas, sentimentos escuros sendo cultivados e uma infinidade de negatividades são os resultados da ignorância sobre o Amor e a sua força. É pela ignorância das pessoas que isto existe, ainda mais quando não se reconhece e não se respeita a força deste Amor.
A forma como os relacionamentos são criados pelas pessoas faz com que as uniões sejam fracas. A qualquer momento duas almas podem se reencontrar e reviver a força de um Amor que às une e nada poderá ser feito. Não existe beleza física, riqueza e estabilidade material, família, filhos, moral, costumes ou lei que possa separar o Amor de duas almas. Almas que viveram vidas na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, nascimentos e mortes e que possuem uma atração de alma, que atração física alguma chega perto e que pensamento, lógica ou razão alguma pode compreender. Trata-se da afinidade de almas que transpassaram eras juntas, com a mesma missão e que Deus parece ter feito na mesma fornada. O Amor de vidas passadas é irresistível e ninguém pode contra isto.
As relações amorosas entre as pessoas são fundadas em nada; se relacionam porque se acham bonitas, porque lhes é conveniente emocional ou financeiramente, porque gostam de ir aos mesmos lugares, porque ouvem a mesma música ou porque leem os mesmos autores. Nada disso é da alma, tudo é da matéria. O “tipo” de pessoa é da matéria, não da alma. Relacionamentos fundados nisto acabam facilmente com qualquer sopro de reencontro de vidas passadas. Quem quiser que seu relacionamento tenha força o suficiente para resistir à mínima fumaça de um reencontro de vidas passadas não pode nem pensar em ter um relacionamento vazio como estes e quem vive algo assim pode ir dormir todo dia sabendo que poderá perder a pessoa amada no outro dia.
O Amor é devastador, quando vem nada sobra. Não há força maior que o Amor. Uma pessoa pode amar a outra como for, pode ter com ela a família mais perfeita do mundo, com uma bela casa, um bom carro, filhos saudáveis, perfeitos e inteligentes, uma vida financeira e amorosa completamente estável, mas se em um segundo a outra pessoa estiver na fila do caixa da padaria da rua e encontrar um Amor de vidas passadas e as almas se reconhecerem, acabou e não há o que fazer. Não há moral, lei, costume ou dogma que possa separar estas duas almas e é preciso compreender isto. Entender que nada é pra sempre, que o importante é viver cada momento e que quando acabar a única obrigação é consigo, com sua própria consciência, de poder dizer a si que fez a sua parte enquanto durou.
Importa a cada um saber que enquanto a relação durou fez a sua parte; foi fiel, leal, sincero, honesto e deu o seu melhor para a unidade do casal. Deve-se entender que cada um tem um limite de ação, que existe o livre arbítrio e que se trata da força do Amor que veio de tempos anteriores, não apenas de uma mera atração passageira. Nada é por acaso. Não é por acaso que alguém escolhe, abandona ou troca uma pessoa, ainda mais quando à vista da moral humana tudo está perfeito. A pessoa não pode deixar surgir sentimentos negativos contra o mundo, contra os outros e contra si; devendo compreender que este encontro de almas existe pela força que é a maior força que existe. Pregar o Amor quando não se entende que um casal escolheu ficar junto em razão dele é burrice ou hipocrisia.
Casais são formados em todas as vidas, o sentido criador da vida age também nos relacionamentos. Alguns casais se reencontram e outros se formam. Não existe predestinação, existe predisposição. O Amor torna duas almas predispostas a se unir e não é difícil compreender que a força que une um casal que se conheceu na atual vida e que se uniu por motivos que não envolvem a alma é menor que a força do Amor que uniu duas almas em várias vidas passadas em razão da alma e que às une novamente. Ir contra isto é tolice. Ir contra o Amor é tolice e é caminho para o sofrimento. O Amor deve ser aceito, no tempo e na forma que vier. Não importa se está em questão um relacionamento de 350 anos, se há 400 filhos em comum ou se a outra pessoa não trai nem em pensamento.
Não existe desculpa racional que possa justificar a manutenção de um relacionamento onde alguém reencontrou um Amor de vidas passadas. A única força que deve fazer duas pessoas ficar juntas é o Amor, qualquer outra força age no sentido contrário e ao invés de juntar, efetivamente separa. A separação em essência já ocorreu e quando a força do Amor vier, nada sobrará. O tempo adquirido de uma relação, filhos, finanças, comodidade ou conveniência não podem ser utilizados para manter uma relação, só o Amor. A vida é instável, tudo muda o tempo todo e com os relacionamentos amorosos não é diferente. A relação deve existir somente enquanto existir o Amor. Viver uma relação sem Amor ou sentindo um Amor maior por outra pessoa é viver uma mentira.
Não adianta manter à força uma pessoa que reencontrou um Amor de vidas passadas e que se sente inexplicavelmente ligada e atraída por esta pessoa. Mesmo que a pessoa mantenha-se fiel fisicamente, à noite estas duas almas se encontrarão, mesmo que os dois estejam inconscientes e não saibam disto. As duas almas se encontrarão e farão tudo aquilo que não podem fazer no plano material. A pessoa que mantém outra pessoa à força sabendo que o desejo dela é estar com outra pessoa deve saber que quando se trata de Amor verdadeiro, quando esta pessoa dorme a alma dela encontra a da pessoa amada. É o Amor, é mais forte que elas e não existe juízo sobre isto. Se relacionar por conveniência ou atração física é o que os animais fazem e o homem deveria ser um pouco mais que um animal.
Para quem tem consciência do que é viver um Amor de vidas passadas bem sabe a força e o poder que tem esta relação. Somente quando duas almas se reencontram é que existe tão e somente o momento; não existe a carga do passado e o medo do futuro, apenas o momento. Troca-se uma vida por uma noite, sem arrepender-se e com a certeza de que tudo valeu à pena. As percepções são únicas e não há mais nada igual. Dependendo do grau de conexão entre as almas e seus respectivos desenvolvimentos é possível a telepatia plena, onde um pode ver em sua mente o que o outro vê e ambos podem ver juntos os momentos que tiveram em vidas passadas. A conexão das almas é feita entre todos os chakras, o desejo de conexão vai literalmente dos pés à cabeça e as duas almas evoluem juntas.
As pessoas criam relacionamentos porque a outra pessoa faz o mesmo curso acadêmico, gosta da mesma banda, tem o mesmo estilo de se vestir, não lhe trai, com ela não precisa se preocupar em ser traído ou se preocupar com dinheiro, faz parte do mesmo grupo, tem algo atraente fisicamente, tem a mesma noitada, a outra pessoa chama a atenção e lhe serve como troféu, se dão bem na cama ou para não ficar sozinhas. Criam relações vazias e sem sentido, sem envolvimento algum de alma, e depois reclamam quando tudo termina sem sentido. É óbvio que uma relação sem sentido vai terminar sem sentido. Estes relacionamentos são nada para o Amor de vidas passadas. O Amor verdadeiro, de vidas passadas, entra na vida de um casal destes e destrói tudo, não sobrando qualquer coisa.
Quem vive uma relação fundada na matéria merece e precisa perder a pessoa que diz amar para aprender o que é o Amor e a sua força e assim um dia criar uma relação verdadeira, de alma, algo que sobreviva após a morte. Se as pessoas querem viver relações efêmeras baseadas no que é da matéria que paguem o preço da efemeridade da matéria, mas que saibam que o universo não se limita às suas limitações e que existe uma grande consciência universal em expansão e evolução que não vai deixar de viver o que é belo em razão de suas limitações. É uma das graças da espiritualidade, o quanto ela pode sem força alguma destruir a forma tacanha de viver, pensar e sentir da humanidade. É lindo o Amor de vidas passadas que vem e destrói as relações vazias e sem sentido. O mundo precisa de mais verdade.





( Nenhuma relação resiste ao amor de vidas passadas   
- Rudy Rafael, via Rudy Rafael )

...outra vida...

 




Talvez não seja nessa vida ainda
Mas você ainda vai ser a minha vida
Sem ter mais mentiras pra me ver
Sem amor antigo pra esquecer
Sem os teus amigos pra esconder
Pode crer, que tudo vai dar certo...










quarta-feira, 23 de outubro de 2013

♫ ...e eu te avisei... ♫




E o que foi que eu disse milhares de vezes? Que ele se arrependeria da decisão que tomou, que se arrependeria de jogar no lixo anos de cumplicidade e meu ato de coragem onde coube voltar a confiar nele. Pois quando eu digo é porque tenho certeza. E bem como esperei de braços cruzados e um sorriso irônico no rosto, ele me procurou! Me procurou pra se desculpar e dizer que era errado estar com ela pensando em mim. Sim, era mesmo. Mas quer saber? A essa altura do campeonato nem uma declaração me faria esquecer o que ele fez e jogar tudo pro ar de novo. Não quero mais isso. Óbvio que o que eu sinto não passou, mas me conveio aprender a usar a razão e agora que aprendi, simplesmente não consigo desligá-la da emoção. E é melhor assim. Cansei de me jogar de cabeça, a partir de hoje pensarei duas vezes antes de me afogar nesse mar que as pessoas chamam de amor.



( cartas para Julieta )



terça-feira, 22 de outubro de 2013

Um pouquinho de Tati Bernardi



"Quando tá tudo indo bem, eu sempre tenho a sensação de que alguma coisa, no fundo, tá muito errada. Sei lá, é como se um relacionamento saudável fosse impossível no meio dessa merda toda, e quando eu não posso ver os erros, eu fico com essa certeza de que estou sendo enganada. E fico procurando, investigando, revirando o mundo pra encontrar os vacilos, mentiras, motivos pra terminar. Percebe a loucura? É como se ninguém pudesse me amar e ponto, de tanto colarem o adesivo de ‘trouxa’ na minha testa, qualquer carinho me parece suspeito. Percebe a tortura? Fico oscilando entre confiar e desconfiar, querendo viver uma história leve e sempre me afundando nas minhas neuroses e cicatrizes. E homem nenhum aguenta isso, homem nenhum percorre meu labirinto até o fim. Mas como eu poderia me entregar, sem antes saber se posso ir inteira? Como posso confiar de novo, sem saber se vai ser realmente diferente? Quero alguém que rompa meus lacres, não que me lacre mais! E sigo estragando tudo, só pra não ficar pior depois. Quando eles finalmente se cansam e caem fora porque eu sou louca de pedra, eu fico satisfeita. Volto pra fossa por um tempo, sem mistérios, já conheço bem o lugar e a porta de saída. E penso “Viu, sabia que eu tava certa”."


Sensível pra cacete, maldosa na mesma intensidade, feliz de andar cantando e depressiva de nunca achar que uma janela é só uma janela. E cheia de manias bem estranhas…Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meio bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos. Eu só queria ser legal, ser boa, ser leve. Mas dá realmente pra ser assim?’'


“Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra! Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa!”


"O mundo me viu descabelar, agora vai me ver dormir. Eu quis tanto ser feliz. Tanto. Chegava a ser arrogante. Tanta coisa dentro do peito. Tanta vida. Tanta coisa que só afugenta a tudo e a todos. Ninguém dá conta do saco sem fundo de quem devora o mundo e ainda assim não basta. Ninguém dá conta e quer saber? Nem eu. Chega. Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo."


domingo, 20 de outubro de 2013

.: tempo, tempo, tempo, tempo:.


Estou a um bom tempo sem te escrever. Mas tenho tanta coisa pra te contar. Na verdade, nem é tanta coisa assim, é muita coisa sobre uma só pessoa. Julieta, o que fazer quando você tem medo de se apaixonar? Quando você sabe que pode dar errado mas mesmo assim não para? No dia 27 de Dezembro de 2012 eu disse que estava desistindo de procurar o amor, mas quando eu o evito ele me procura! Tudo esta caminhando tão devagar que eu não consigo enxergar nenhuma possibilidade do que possa acontecer no futuro. Esta tudo embaçado, tudo escuro, por isso tenho medo, porque não sei o que vai acontecer, não tenho ideia. Dois anos se passaram, Julieta, e eu não sei lidar com antigos amores que insistem em voltar. Você não concorda comigo que agora que amadurecemos tudo vai ser mais intenso? Essa intensidade é que me afronta, me diminui, espalha minha auto-confiança pelo ar. Me lembro que à dois anos atrás, talvez duas semanas ou mais a frente, eu estava sentada no chão do meu quarto chorando feito uma criança porque o amava, mas sabia que terminar o relacionamento seria melhor pra mim, porque eu tinha noção do quanto aquilo estava me fazendo mal, eu sabia que nem eu e nem ele estávamos prontos pra enfrentar as barreiras que as pessoas colocavam a nossa frente. “Por que tudo tem que ser tão difícil", eu me perguntava em meio as lágrimas. E agora? E agora em 2013? Agora eu estou me fazendo a mesma pergunta. Eu quero tanto ele, quero tanto, que tento esconder de mim mesma. Não sei até quando meu escudo vai aguentar me proteger dessa “repaixão". P.S: E agora?

Então aqui estou eu. E mal sei onde está ele. Ficamos juntos a 2 anos, há dois anos ele se foi. A quatro meses ele voltou e a um mês se foi novamente. O que isso significa? Que talvez não nascemos pra ficarmos juntos… Ou talvez seja cedo demais para afirmar isso. Duvido tanto do “Para sempre" quanto do “Nunca mais". E aqui estamos nós do mesmo ponto em que havíamos parado: Ele lá, eu cá. Um se esbarrando no outro diariamente, as vezes "um olhar" se encontra com o outro, mas é rapidamente desviado. Completos estranhos, mas completos estranhos que se conhecem muito bem. Não tenho dúvidas de que ainda sinto algo por ele, Julieta. Aliás, sinto muitas coisas. Eu o adoro, mas isso vem com um misto de amor, raiva, tristeza, algumas vezes até dó. Eu não sei, simplesmente tenho certeza que não conseguiria odiá-lo em hipótese alguma. Talvez eu o ame, mas estou decidida a não deixar esse amor circular em mim, estou decidida a compactar esse amor em algum lugar em minha mente e guardá-lo até que vire pó e se desmanche no vento. E é isso, acabou mais uma vez. Mas aqui dentro de mim, nunca acaba …




E agora? | Nunca Acaba - Trechos extraídos de Cartas para Julieta | 2 anos.. )





sábado, 19 de outubro de 2013

... Caso Indefinido ...


Será que alguém explica a nossa relação?
Um caso indefinido, mas rola paixão


Adoro esse perigo, mexe demais comigo
Mas não te tenho em minhas mãos


Se você quiser, 
podemos ser um caso indefinido

ou nada mais
Apenas bons amigos, namorar, casar, ter filhos
Passar a vida inteira juntos

E vai saber se um dia seremos nós?
Nenhum beijo pra calar nossa voz
Um minuto, uma hora, não importa o tempo
Se estamos sós

Se você quiser, a gente casa ou namora
A gente fica ou enrola
O que eu mais quero é que você me queira
Por um momento ou pra vida inteira




( Caso Indefinido - Cristiano Araújo )




terça-feira, 15 de outubro de 2013

Então não perca seu tempo comigo...



Então, não perca seu tempo comigo. Eu não sou um corpo que você achou na noite. Eu não sou uma boca que precisa ser beijada por outra qualquer. Eu não preciso do seu dinheiro. Muito menos do seu carro. Mas, talvez, eu precise dos seus braços fortes. Das suas mãos quentes. Do seu colo pra eu me deitar. Do seu conselho quando meu lado menina não souber o que fazer do meu futuro. Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar. Mas uma coisa, eu exijo. Quando estiver comigo, seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo. Mas, por favor, não me apareça pela metade. Não me venha com falsas promessas. Eu não me iludo com presentes caros. Não, eu não estou à venda. Eu não quero saber onde você mora. Desde que você saiba o caminho da minha casa. Eu não quero saber quanto você ganha. Quero saber se ganha o dia quando está comigo.



( Caio Fernando de Abreu ) 



... trechos ...



"Eu queria contar tudo pra você... 

E isso machucava, porque algumas coisas eram assustadoras demais. Algumas coisas nem eu entendia. Como poderia contar a alguém - alguém com quem eu estava conversando pra valer, pela primeira vez - tudo o que eu estava pensando? 
Eu não conseguia. Era cedo demais. 

Ou talvez, fosse tarde demais..."


( Trecho de os 13 porquês )




domingo, 13 de outubro de 2013

∞ De igual pra igual ∞

E em meio a tantas músicas "BonitinhaS" que já dediquei pra'quela pessoa "especial" ,
hoje , lembrei de uma que só faltou falar o nome "dela" ! 

...haha...
e uma pena que eu não possa escrevê-lo aqui, mas é super dedicada : ) 


Você mentiu, quando jurava para mim fidelidade
Fui apenas um escravo da maldade
Você quis, você lutou e conseguiu
Você feriu, os sentimentos que a ti eu dediquei
Quantas vezes o seu pranto enxuguei
Por pensar que era por mim que chorava

Você fingiu, você brincou com a minha sensibilidade
É o fim do nosso caso na verdade
Só nos restam recordações

Não toque em mim, hoje descobri que você não é nada
Não podemos seguir juntos nesta estrada
É o fim do amor sincero que senti
Mas aprendi, fazer amor pra te ferir sem sentir nada
Enquanto eu amava você me enganava
De igual pra igual quem sabe a gente pode ser feliz

.: Ser feliz :.



Pra quem curte uma musiquinha das antigas, com boa letra, enjoy!



( De igual pra igual - Matogrosso e Mathias )


...AmOr...


Amor! Poema que cresce em Poesia
Esse sentimento que aumenta a cada dia
Amor! É a alegria de um nobre coração
Que muitas vezes não consegue dizer não
Amor: sonho ou realidade?
Talvez seja aquele passo para a felicidade

Amor: mentira ou verdade?
Algumas vezes, nossa própria infelicidade
Amor: choro ou sorriso?
A ilusão de se viver no paraíso
Amor não tem idade

Seja velho ou menino
Definição de um mar de rosas e espinhos
Amor: 
muitíssimos os que amam
pouquíssimos os que sabem amar
Então não se envergonhe se

por amor, um dia você chorar



( Poeminha Encontrado no "Fundo do Baú" - Junho, 2003 )




... Verdades Que Tanto Guardei ...


Sempre quis caminhar olhando pro alto sem ter medo de tropeçar
Sempre quis caminhar cantando bem alto que eu nunca mais vou errar!
Sempre sonho estar num lugar mais calmo em que eu possa respirar
Não quero mais lembrar que não estou a salvo ( sede que sinto do teu ar... )
Sei que não foram em vão as marcas incuráveis que acumulei no coração
Peguei na sua mão - tempos inigualáveis - que não havia escuridão
Me desculpa por te falar verdades que eu tanto guardei,
Verdade foi que te menti em todo tempo em que te amei

Hoje eu falei pra você: - vai demorar pra entender...

Tento não transparecer que não quero mais viver!

(perdão!)
Desculpa por estar ausente quando você mais precisava de mim...

(perdão!)
Por não chegar na sua frente e revelar que eu não sou perfeito assim...

(perdão!)
Pois tudo que eu mais quero é não me sentir culpado estando em braços teus!

(perdão!)
Só estou tentando ser sincero em te revelar todos os erros meus...



( Verdades que tanto guardei - Fresno )


segunda-feira, 30 de setembro de 2013

.: O AR :.



Ah, se você pudesse sentir

Como é não conseguir dormir
Sem ouvir a tua voz cansada

Você devia estar aqui pra ver
Aqui não para de chover
Desde que você voltou pra casa

Se o meu lar for onde houver tua respiração
Vou morar na tua voz, ao menos, até o final dessa canção
No teu coração

Ah, será que você vai lembrar?
Onde é que você vai guardar o rascunho dessa história?
Ou vai fazer fogueira pra queimar
E ver que não dá pra fechar
A biblioteca da memória

Você já me conheceu o bastante pra saber
Se eu sou ou não bom o bastante pra você
Quando acordar, e o meu nome sussurrar...

Eu posso te ouvir
E eu sinto como se nós não estivéssemos a sós.
Você está aqui, e eu sinto que posso estar em qualquer lugar

Eu sinto que eu sou o ar.


( O ar - Visconde | Lucas Silveira )



sábado, 17 de agosto de 2013

Amor, eu te perdoo!



Trair. Do latim: traditione. Entrega. Que, infelizmente, lembra tradition: algo passado de geração a gerações.. 

"Se eu perdoaria uma traição? Claro! Meu coração é nobre e sempre há perdão nele. Eu diria: “Amor, eu te perdoo”. Depois juntaria minhas coisas e nunca mais apareceria, mas eu perdoei, tá? Acho que não existe nada pior do que uma traição. Se dedicar, se entregar, amar a alguém e esse alguém te trair. “A carne é fraca”, justifica. A carne é fraca, mas eu sou forte e não mereço alguém assim do meu lado. Tudo bem que há os modernos que vivem em relacionamentos abertos. Se eu acredito em relacionamento aberto? Acredito! Relacionamento aberto, aberto ao fracasso, aberto ao fim, aberto a mágoa, aberto a toda falta de reciprocidade e dignidade sentimental que se possa imaginar. Afinal, o que é mesmo amar? É escolher uma pessoa entre milhões de especies disponíveis no mundo e elegê-la ao cargo máximo de estar única e exclusivamente ao seu lado. Se é pra ficar comigo e com mais todo mundo que aparecer na reta, eu prefiro ficar só! Em uma traição não importam os motivos de quem traiu, mas a dor de quem foi traído. Se traiu porque sentiu-se atraído, sinto muito, mas eu não sabia que estava namorando um imã que atrai tudo e todos, portanto, controle-se! Se traiu porque passou a gostar de outra pessoa, lamento, mas você não é nenhum líder religioso que é obrigado a amar a humanidade e, se fosse, isso excluiria o contato sexual. Traição não é oportunidade, nem escolha, é caráter. “Caráter é uma linha reta, não faz curvas”. E se você gosta de andar em círculos, ande sozinho. Faça um exercício: toda vez que sentir vontade de trair, lave uma privada, pra você lembrar que toda traição termina assim: em merda. E no amor não basta apenas dar a descarga! A questão não é ter tudo, é escolher alguém e fazer dar certo. E se você não está disposto a ficar com uma pessoa só, sinto muito te informar, mas o seu destino é morrer sozinho.”




( Tati Bernardi )



segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Sim! EU AMO...! *-*

Se você tem ou já teve um cachorro, provavelmente não se espantou com o título do texto. Sempre amei os peludos principalmente por observar como eles são capazes de dar amor na forma que ele deveria ser dado – puro, intenso, e sem esperar nada em troca.

Os cachorros nos ensinam lições valiosas todos os dias – mas, como eles não falam, muitas vezes esses ensinamentos passam despercebidos: é preciso sensibilidade para captar; é preciso enxergar além das orelhinhas caídas ou do fucinho molhado. E esse é um dos motivos pelos quais nunca dei muito crédito para pessoas que dizem  não gostar de cães. Pensando nisso, montamos uma lista de coisas sobre amor que deveríamos aprender com eles:

1 – Deixe que as pessoas o toquem – mas somente aquelas em quem você confia.

2- Ame intensamente, mas não espere coisas em troca.

3- Cuide e proteja aqueles que ama.

4- Perceba o valor das coisas simples – um beijo, um passeio, um dia de sol.


5- Use seus sentidos para conhecer alguém verdadeiramente e tire conclusões baseadas em suas ações, invés de palavras: palavras são facilmente manipuladas.

6- Viva o presente. Ontem já foi e amanhã pode ser tarde demais.

7- Seja fiel. Reconheça e retribua o amor que as pessoas te dão.

8- Quando alguém que ama está triste, às vezes a melhor coisa que pode fazer é sentar-se ao lado, ficar em silêncio e dar carinho.

9- Nunca permaneça bravo ou de cara fechada depois de uma discussão. Invés de guardar rancor, aproveite o presente da reconciliação.

10 – Numa discussão, evite morder quando só um rosnado funciona.

11- Não importa o quanto o seu dia foi ruim – nunca desperdice a chance de abraçar alguém que ama.

12- Sempre que alguém que ama chegar em casa, corra para cumprimentá-la.

13- Passe tempo perto daqueles que ama – mesmo que não estejam fazendo nada de muito importante.

14- Nunca finja ser alguém que você não é.

” Se um cão não vem até você depois de olhar-lhe na cara, é melhor ir para casa e examinar sua consciência” (Woodrow Wilson)




(  14 coisas sobre o amor que podemos aprender com os cães 
- Adaptado e Traduzido - Fonte não citada  )