sexta-feira, 7 de junho de 2013

Minha Forma de Dizer Eu Te Amo...


“Eu te amo.” É isso que deseja ouvir? Então repito: “Eu te amo!” Está contente agora? Se quiser eu grito na frente de todo o pessoal do escritório, quer? “EU TE AMO!” Mais alto? “EU TE AMO, PORRA!”

É isso que espera de mim? Um homem incapaz de desligar o telefone sem dizer “Eu também te amo”.  Acha que amar é isso? Pensa que não há prova de amor maior do que essas míseras palavrinhas repetidas até a exaustão de sentido? Desculpe a demasiada sinceridade, mas você precisa prestar mais atenção nos meus atos, perceber que me calo só para respeitar sua ânsia de falar, reparar que meus olhos estão sempre focados nas curvas do seu corpo, enxergar o quanto eu sofro quando você chora e notar a força que faço para segurar as lágrimas enquanto você sente dor.

Você precisa parar de perder tempo esperando por declarações de amor Hollywoodianas e aí então começará a entender as inúmeras ações simples que demonstram o quanto eu sou completamente maluco por você.

Só assim valorizará a paciência que tive quando você estava totalmente possuída pelo espírito maligno da TPM e injustamente me acusou de ser a causa de todos os problemas existentes na humanidade.

Para saber o que realmente sinto, você precisa relembrar dos dias que me pintei de palhaço só para tentar te alegrar, enquanto todo o mundo parecia não ter a menor graça – mesmo não sendo comediante, tomei muitas tortadas na cara pra conseguir uma gargalhada sua. Será que não percebe?

Você precisa saber que visto o avental de cozinheiro só pelo imenso prazer de te ver sorrindo satisfeita. Torço calado para acertar de novo o prato do risoto que aprendi a fazer somente para te agradar. Eu não gosto de cozinhar. Quando estou sozinho em casa, prefiro comer comida velha ou pedir pizza, mas só por você meto a mão na massa, na farinha e até  no fogo se precisar.

Você precisa entender que só por você eu tenho forças para enfrentar meus medos, para então ser capaz de manter minha mão firme, controlar meus tremores e com isso, te transmitir a coragem necessária para que você possa atravessar as mais violentas turbulências.

Eu carrego as suas malas, sinto no meu peito as suas dores, dirijo de madrugada enquanto dorme tranquila e sonha no banco de passageiros, espero horas até você decidir seu vestido, no restaurante te dou meu prato quando não gosta do seu, enfim, faço tudo isso para perceber o quanto eu te amo, mesmo quando eu não digo nada.

Por isso minha ilustre leitora, se você é uma daquelas mulheres que não desliga o telefone enquanto não ouve o famoso “eu te amo”, informo que você está totalmente vulnerável as mais simples técnicas de manipulação verbal, pois qualquer canalha com barba por fazer, robô programado para fingir e papagaio treinado para repetir, poderá facilmente desferir essas palavrinhas mágicas e potencialmente afrouxadoras de sutiãs. Quer saber mesmo o que eu acho? O “eu te amo” é mera formalidade, é apenas uma expressão opcional e até dispensável em um relacionamento no qual o amor é verdadeiramente provado através da compreensão, do compartilhamento e até do silêncio.

Talvez o segredo esteja mesmo em não procurar homens capazes de dizer “eu te amo” em várias línguas, mas buscar os machos que consigam dizer essa mesma expressão sem precisar abrir a boca.

( -Ricardo Coiro, via Casal Sem Vergonha- )


segunda-feira, 3 de junho de 2013

Medos...


Domingo pela manhã. O celular toca. Em meio a lençóis e raios de sol iluminando o ambiente, você o encara. Mas não atende. Não é preciso olhar para adivinhar quem está chamando. Você sabe. Não é nenhum estranho, nem um simples conhecido. Olhando o vazio do teto, enquanto em sua mente se passam mil e uma histórias, o celular continua tocando. Logo surgem lembranças de dias e noites nos quais a diversão foi em dupla. Você se lembra de que, mesmo que por alguns minutos ou horas, essa companhia fez você esquecer do mundo e se concentrar naquele momento. Mas o tempo passa. Horas, dias, semanas. E aquele momento passa ser tão real quanto um sonho lúcido. Você até duvida de que aqueles dias realmente existiram. Você não queria que eles realmente tivessem existido, foi só casual.

A saudade pós-ficada é a pior de todas. Ela vem como uma flecha no peito, silenciosa o bastante para não ser notada e tão rápida que nenhuma armadura consegue parar. Junto dela, vem uma dose de esperança, que enche a mente de expectativas muito maiores do que ambos os lados gostariam. Junto com a saudade, vem a carência e a dúvida. Todo esse redemoinho de sentimentos chacoalha os pensamentos da mesma forma que um liquidificador tritura os ingredientes de um bolo. O resultado é uma mistura líquida de desilusão com uma pitada de não correspondência. Misturas como essa, que agora, povoam a mente de quem fez a chamada.

É incrível como existe tanta gente solteira e infeliz. Duas coisas que não deveriam andar do mesmo lado da estrada. Antes de dividir sua alegria com alguém, é preciso que ela esteja inteira em você. Mas apesar disso, em grande parte das situações, fechamos nossos sensores. Seja um convite pra pegar um cinema com aquela pessoa ou algo menos óbvio, como uma simples saída com os amigos. O fato é que sempre tentamos fugir de novas experiências. Queremos algo, mas temos medo de experimentar. E sempre temos uma desculpa pronta. Rotina. Trabalho. Tempo. Mas a verdade é que não queremos. Não prestamos atenção. Não nos empenhamos. Temos preguiça. Às vezes o que buscamos , a chance que tanto queremos, pode já estar do nosso lado, na sala de aula, no trabalho, no trânsito. E muitas vezes, quando a encontramos, a deixamos escapar. Não, o que procuramos nunca vem com um sinalizador. Ou com um farol ou uma placa enorme. Vem sem nenhum aviso. Vem sorrateiro. Disfarçado. Silencioso. E passa mais rápido do que pensamos. Se não conseguirmos identificar o que buscamos por baixo de sua simplicidade, ela vai embora, e há grandes chances de que ela nunca mais retorne.

Sabe aquele encontro de uns dias atrás? Aquele jantar romântico depois daquela sexta-feira chata? Aquele cara que se encantou com seu sorriso e conta as horas pra te ver? Aquela garota que encara seu nome como sinônimo de saudade? Talvez o que você procura esteja ali, sob o disfarce de um lance casual. Não tenha medo de experimentar o novo, de levar um fora, de ser taxado de infantil e ingênuo, de se entregar. Nenhum ato em nome de um final feliz, por mais impossível e doloroso que possa parecer, é pior do que o arrependimento de nunca ter compartilhado. Portanto, erre mais. Aprenda mais. Arrisque mais. Se esforce mais. Se entregue mais. As coisas boas virão com o tempo.



( -O medo de amor pode ter levado embora o amor da sua vida,
Jordan Soares, via Casal sem Vergonha-
)




domingo, 2 de junho de 2013

Será LIBRA ?


Poxa vida...
Após pesquisar um pouco eu descobri que meu ascendente pode ser libra e não escorpião... 
Então resolvi pesquisar e compartilhar aqui tais características...
Acho bacana! Independente de qual seja...
: )



A virginiana é uma perfeccionista, o que não significa que seja perfeita. Tem seus traços negativos, e eles podem ser muito irritantes.


Para começar, as mulheres de Virgem acreditam obstinadamente que ninguém é capaz de fazer as coisas com tanta ordem e eficiência quanto elas. Há também as partidárias da rapidez e da pontualidade. Quando for se desculpar por qualquer motivo, seja breve e conciso.



A virginiana não é nenhuma tola: perceberá uma mentira por mais bem elaborada que seja. Ela pode ter a mente pura, mas não é nada ingênua. Ela não acolhe de bom grado uma linguagem inconveniente, muito menos palavrões.



Você também jamais passará no exame se estiver com a roupa desalinhada. A virginiana é uma eterna perfeccionista, e sem ela todos nós viveríamos numa total confusão e desarrumação. No entanto, não a critique. É melhor não fazer a ela o que ela lhe faz.



Sua mente cristalina faz com que, interiormente, ela se conscientize de suas próprias imperfeições tanto quanto as que observa em você, e com freqüência se julga com toda a severidade, razão pela qual acha que não precisa que você a ajude. Geralmente, se ela ama de verdade, não trai! Pode ficar com o homem mais sexy que conhece no mundo durante um mês numa ilha deserta.



Ela se dedicará cuidadosamente apenas àqueles em que confia, e as pequeninas coisas lhe significam muito. Sua casa será limpa e arrumada e a grande fruteira em cima da mesa do café conterá maçãs em vez de bombons de chocolate (que fazem mal aos dentes e à saúde em geral).




O signo Ascendente indica o comportamento aparente do indivíduo, ou seja, a primeira impressão que ele passa ao chegar em um ambiente novo. É como uma máscara de defesa. Somente aos poucos o indivíduo mostrará sua verdadeira natureza, representada pelo signo Solar.



Ascendente Libra: É Vênus, o planeta do amor, da ternura e do prazer de viver, que confere a você equilíbrio. Você terá qualidades harmoniosas e as expressará com nobreza de espírito. Não gosta de complicar a vida. Procura responder a tudo de forma positiva e não demonstra preocupacão mesmo nos momentos mais difíceis de sua vida. A aparência descontraída será sempre uma defesa. Estabelece à sua volta um estilo próprio. Sente a necessidade de paz e possui grande sentimento de justiça. Apesar de tudo e em situações desfavoráveis sabe aceitar a luta, respondendo prontamente. É muito intuitiva, o que é bom na hora de tomar decisões. Não assume um compromisso sem antes formar opinião própria. Diante de situações indiscutíveis, prefere se retirar. 



Tudo o que acarreta dificuldade, deixa aos cuidados do tempo. Tudo que fizer será de modo gentil e cortês, e acabará conseguindo na maioria das vezes. Gostará de estar cercado de amigos, participar de festas, comemorações, diversões em geral. Se liga muito na aparência. Poderão confundir sua amabilidade e docilidade com disponibilidade. Seu Mapa Astral ajuda em todas as áreas da vida: saúde, dinheiro, amor, profissão ideal, sexualidade... 



Olha, Libra vai ajudá-la a amaciar o seu lado virgem, torná-la mais charmosa... E virgem vai ajudar seu lado encantado (da libriana) a colocar os pés no chão! 


Boa combinação!



( Via Yahoo)



Barcos Afundam.. ^^





"Por isso, desamarra essa cara, joga os medos para o alto, aponta pra paixão e rema. Se teu barco afundar, encontra uma sereia – ou um sereio, com o perdão do neologismo. Se der errado de novo, basta nadar até a praia e tentar mais uma vez. E outra, e mais outra. A vida é curta demais para perder tempo sentindo medo..."


Apaixone-se de novo. E de novo. E mais uma vez - LUCAS BARANYI